Puxadores dourados

5.4.17
Quando decidi que queria colocar puxadores dourados na cozinha tive de ouvir as mesmas ladaínhas que ouvi quando optei pela torneira dourada. Ui! Puxadores dourados?! Simmm! Ah e tal, isso está fora de moda, isso fica feio na primeira lavagem, isso é pindérico, isso isto isso aquilo...! Revirei os olhos e continuei na minha vidinha. Ia ter de viver com puxadores pindéricos, é vida. Há coisas piores. Problema mesmo foi encontrá-los! Bati chinelo em tudo o que é grande superficie comercial, mostrei imagens, indaguei, supliquei. O meu marido tem uma paciência de Jó para estas minhas cruzadas e a determinada altura levou-me à Rua do Almada, no Porto, deixou-me numa ponta da rua e disse-me, se não encontras aqui, não existe em Portugal. Lá fui. Logo nas primeiras lojas fiquei como criança em loja de brinquedos. O mundo das ferragens não seria o mesmo sem esta rua minhas amigas. Ali há realmente de tudo! É certo que não encontrei o raio dos puxadores dourados mas foi ali que encontrei solução: pedi para fabricarem por encomenda! Demorou umas semanas mas chegou. São as maravilhas do comércio tradicional!
Além da bancada de trabalho há mais dois ambientes que quero criar na cozinha, um mais estético numa parede a meio da divisão e outro para refeições rápidas, junto à janela. Mas isso fica para outro dia! ;)













Instagram @whiteglam

Thibaut

23.3.17
A Thibaut é uma daquelas marcas que quando lança uma coleção me deixa sempre ali com uma ou duas paixões assolapadas. E desta vez não é exceção... Vejam bem estas maravilhas do papel e do têxtil!












Instagram @whiteglam

Correio do leitor - Cabeceiras Capitoné

16.3.17
A Cátia escreveu-me há uma porrada de tempo cheia de dúvidas sobre a decoração do quarto. A esta altura do campeonato já deve ter decorado o quarto, voltado a decorar e trocado de casa.. Mas vou responder à dúvida que me enviou porque, minhas amigas, falar de capitoné nunca vai fora de tempo.

Vi no seu blog que por vezes responde a dúvidas dos leitores! 
Pois bem, chegou a minha vez e estou com uma enorme dúvida, na escolha da cabeceira da cama. Ou melhor, já decidi que irá ser sommier para usufruir da arrumação para a roupa de cama. Espero não me arrepender. Contudo, no que toda a cabeceira, não sei o que escolher, até porque tínhamos pensado colocar papel de parede nessa parede. Contudo, depois temos receio de se for uma cabeceira em capitone e papel de parede não seja demasiado 'ruído'. Não sei se me faço entender! São muitas dúvidas.... 
Cátia Maia da Silva

A Cátia parece-me uma rapariga muito atinada, com a cabecinha no lugar, e com um belíssimo plano de decoração para o quarto. Vejamos: sommier de abrir. Certo. Podem ser estofados com o tecido que quiser, na cor que preferir, tem imensa arrumação para aquelas coisas que se usam uma vez por ano tipo cobertores para hóspedes ou malas de viagem... Papel de parede. Certo. A parede da cabeceira da cama leva o protagonismo todo. É aqui que devem apostar as cartas todas. E o papel de parede é um belíssimo ás de copas. Cabeceira em capitoné. Certíssimo!! E aqui, nem digo mais nada. As imagens explicam o resto... 









Instagram @whiteglam
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...